33ª Semana do Tempo Comum – 14 a 20-2010

LEITURAS BÍBLICAS (do ofício de leituras da Liturgia das Horas)
Domingo: Profeta Joel (Jl) 2,21 – 3,5 – Os últimos tempos
Segunda feira: Jl 4,1-3.9-21 – Juízo final e felicidade eterna
Terça feira: Profeta Zacarias (Zc) 9,1 – 10,2 – Promessa de salvação a Jerusalém
Quarta feira: Zc 10,3 – 11,3 – Libertação e retorno de Israel
Quinta feira: Zc 11,4 – 12,8 – Parábola sobre os pastores
Sexta feira: Zc 12,9-12a; 13,1-9 – A salvação estará em Jerusalém
Sábado: Zc 14,1-21 – Tribulação e glória de Jerusalém nos últimos tempos

Pouco se sabe sobre o profeta Joel. Seu livro deve ter sido escrito por volta o ano 400 AC, após a volta do exílio de Babilônia e restauração do templo. Inicia lamentando a praga de gafanhotos e a seca (cap. 1) e depois parte, numa linguagem apocalíptica (referências a julgamento), a falar sobre os últimos tempos. Estamos nos aproximando do fim do ano litúrgico (34º Domingo do Tempo Comum – Cristo Rei do Universo), que simboliza a caminhada da humanidade em direção ao fim do mundo (tempos escatológicos), por isso as leituras escolhidas, que tratam do tema.
Zacarias, à semelhança de Isaías, foi escrito em duas épocas diferentes.

A primeira parte (Zc 1 – 8) reflete as expectativas do povo quanto ao rei Zorobabel e o sumo sacerdote Josué, após a volta do exílio (entre 520 e 518 AC). Tem estilo profético-apocalíptico parecido com o de Ezequiel, bem como influência do segundo Isaías. A segunda parte (segundo Zacarias [9 – 14]) é uma coleção de oráculos anônimos, provavelmente de épocas diferentes concluídas por volta de 300 AC. É de linguagem apocalíptica e influiu na literatura posterior, inclusive no Apocalipse, último livro do Novo Testamento. Nesta semana leremos o segundo Zacarias (tempos escatológicos).



A liturgia deste domingo, bem como as leituras do Ofício Divino desta semana estão voltadas para o fim do mundo. Chamamos de parusia a volta de Jesus para o julgamento final e de tempos escatológicos o período que vai da Ressurreição à parusia, período esse simbolizado pelo ano litúrgico durante o qual celebramos os mistérios da Redenção.
A vida do cristão deve ser de contínua preparação para esse encontro definitivo com o Senhor. Para os ímpios o final dos tempos se apresenta como catastrófico e desesperador, para os fiéis é a realização de sua esperança.
A segunda leitura da missa é tirada de 2Ts.

Interessante, a 1ª Carta aos Tessalonicenses (1Ts) é o primeiro livro do Novo Testamento e o primeiro escrito de S. Paulo. Nessa carta tem-se a impressão de que o fim do mundo está iminente e, por isso, muitos deixam suas obrigações e ficam à espera do fim. 2Ts é o último escrito de S. Paulo, provavelmente redigido por um discípulo seu, e alerta para a gente cuidar da vida, enquanto o fim não vem.

Neste fim de semana os diáconos do Regional Leste 2 da CNBB (MG e ES) estaremos reunidos em Araxá para o encontro anual, que valerá também como retiro espiritual.

Contamos com a sua oração.
Deus abençoe a todos.

Diácono Samuel

Faça download do arquivo em Power Point, clique aqui


Veja Mais